Agora sou colunista no site Rede Sul Bahia

Confiram o meu primeiro texto no site Rede Sul Bahia:

maylu-souza

Cuidados na Gestação


Gravidez não é doença, mas precisa de cuidados nos aspectos físicos e emocionais. Na verdade, o ideal seria que os cuidados de saúde começassem antes mesmo da mulher engravidar, através da suplementação de ácido fólico, prática de atividades físicas regulares, uma alimentação equilibrada, além de evitar o consumo de bebidas alcoólicas e do cigarro.
É importante que a gestante tenha em mente que ao cuidar de sua saúde e do seu bem estar, ela também estará cuidando da saúde do seu filho. A gravidez não é motivo para comer descontroladamente tudo que tiver vontade, colocando a culpa no "desejo", nem deixar de realizar uma atividade física, a não ser quando existem restrições feitas pelo obstetra.
O acompanhamento nutricional é essencial, pois a gestante não deve "comer por dois" como popularmente é dito, mas "comer para dois". Melhor do que comer em grande quantidade é se alimentar em quantidades menores e em maior freqüência, a cada duas ou três horas para evitar a azia e enjôo.
A nutricionista orientará quanto a qualidade dos alimentos e o equilíbrio nas refeições, pois o aumento exagerado do peso pode causar cansaço, inchaço, dores, além de estrias e celulites. Estudos comprovam que mãe com obesidade pode desenvolver diabetes gestacional, pré-eclâmpsia e complicações para o bebê, como o risco de nascer acima do peso, ter problemas metabólicos e obesidade na infância.
A prática de uma atividade física é fundamental durante a gestação de baixo risco. As gestantes saudáveis devem realizar atividades mais leves, chamadas de atividades de baixo impacto. Caminhadas, alongamento, hidroginástica, Pilates e Yoga, todas essas devem ser devidamente acompanhadas por um profissional capacitado (Fisioterapeuta ou Educador Físico). Exercícios irão melhorar o condicionamento da gestante, proteger contra dores lombares, ajudar a controlar o aumento de peso, regular a função intestinal e diminuir o inchaço.
A preparação física auxiliará também no parto normal, pois os músculos do assoalho pélvico (períneo) e do abdome quando fortalecidos, sustentarão melhor o útero, proporcionando equilíbrio e resistência e diminuindo as dores durante o trabalho de parto. No pós-parto também será mais fácil para a mulher voltar a sua forma e peso anteriores à gestação. E os benefícios da prática de uma atividade física durante a gestação também chegam à criança, pois diminui-se o risco de dar a luz um bebê com excesso de peso ao nascer.
A gravidez é um momento único na vida da mulher, se informar para saber se adaptar às mudanças físicas e emocionais desta fase é sem dúvidas o melhor caminho para aproveitar intensamente este período.
Maylu Souza
Enfermeira Especialista em Obstetrícia e em Saúde Pública, Psicanalista em Formação, Graduanda em Psicologia.


Comentários