Lista Negra na gravidez


Maus hábitos podem comprometer a sua saúde e a do bebê! A saúde do seu filho depende dos cuidados que você toma durante os nove meses da gravidez e enquanto estiver amamentando. Embora você possa levar uma vida praticamente igual à que tinha antes, alguns hábitos devem ser sumariamente deletados da sua vida para garantir uma gestação saudável.







Passe (bem!) longe do cigarro

Pelo seu bem e pela saúde do seu bebê, é fundamental ficar distante das nuvens de fumaça. Se a fumante é você, resista à tentação por um ano e três meses, pelo menos durante a gestação e a amamentação. Fumar durante a gravidez aumenta a possibilidade de aborto, parto prematuro e doenças respiratórias na infância. Uma única tragada é capaz de acelerar os batimentos cardíacos do bebê.



Remédio? Só se o médico mandar

A norma é evitar ao máximo o uso de medicamentos durante a gravidez. A maioria deles não foi testada nesse período e não se sabe se seu uso é seguro. tanto é assim que a maioria das bulas traz advertências a esse respeito. Elas indicam que o remédio não deve ser tomado nos três primeiros meses de gestação, período de formação do bebê. Por isso, para cuidar até de uma simples dor-de-cabeça, é essencial ouvir a palavra do obstetra. Só ele pode indicar os remédios adequados e orientar sobre a dosagem e a freqüência no uso de cada um. Se automedicar pode levar a aborto, má-formação, entre outros problemas graves



Brinde com suco

A ingestão de álcool durante a gravidez pode acarretar uma série de problemas no desenvolvimento do feto. A mais grave delas é a Síndrome Alcoólica Fetal, doença que causa malformações no crânio e incapacidade de desenvolvimento mental. Esqueça aquelas histórias de que cerveja escura aumenta a produção do leite ou do vinho amigo do coração. Não arrisque a beber nem uma gota de álcool durante a gravidez. Brinde com água ou suco.


Viaje com cuidado

Viagens de avião não são recomendadas após a 36º semana. No primeiro e no segundo trimestres, elas são seguras, mas ainda assim é bom consultar o médico antes de fazer as malas. Os enjôos podem tornar a viagem desconfortável, ainda mais em um vôo de longa duração. Se você não tiver complicações como pressão alta, nem estiver grávida de gêmeos, poderá viajar também no último trimestre. Mas a partir do sétimo mês, provavelmente terá que assinar um termo de responsabilidade cada empresa aérea tem suas regras. E evite os aviões pequenos, sem pressurização. Nas viagens por terra, procure parar a cada hora para movimentar-se fora do veículo por quinze minutos pelo menos, o que melhora a circulação.



Férias para os gatos

Se você não convive com gatos, mantenha distância deles durante a gestação. O bichano pode transmitir os protozoários da toxoplasmose, uma doença que causa malformações irreversíveis no feto.Previna esta e outras doenças parasitárias lavando bem as mãos após ter contato com a terra, higienizando frutas e verduras e evitando a ingestão de carnes e ovos mal-passados.



Não aos esportes radicais

Evite atividades que ofereçam riscos de quedas e trombadas, mesmo na água, como surfe e jet-ski.
 
 
 
 
Fonte: http://msn.minhavida.com.br/conteudo/983-Eles-fazem-parte-dalista-negra-durante-toda-a-sua-gravidez.htm
 
.

Comentários