Vitamina A na Gravidez

Se alguém lhe perguntasse sobre os benefícios do Retinol, talvez você não soubesse responder. Pois este é o nome que os cientistas dão para a famosa Vitamina A. Quando se fala nela, geralmente não se diz os seus benefícios, e sim o que sua ausência causa.

E já se sabe que há chance de cegueira e a mortalidade infantil é elevada quando ela falta. A novidade é que a Vitamina A, ingerida por grávidas, melhora a função pulmonar das crianças.

Encontrada em abundância em alimentos como fígado, frutas, leite e seus derivados, sua “nova função” foi descoberta por cientistas médicos de Maryland (EUA). Eles fizeram um teste com crianças de 9 a 13 anos no Nepal. Sim, a idéia era comprovar que o benefício da Vitamina A pelas mães se prolonga para quando as crianças já estão formadas, e não apenas enquanto bebês.

O teste foi feito assim: as mães das crianças participantes foram acompanhadas desde a gravidez. Algumas receberam suplemento de vitamina A e outras não. Quando as crianças atingiram a idade para o teste, os médicos mediram seu VEMS (Volume expiratório Máximo por Segundo), a medida clínica usada na maioria dos exames respiratórios. O volume de ar expirado pelos filhos de mães “vitaminadas” foi, em média, 3% maior, ou 40 ml (estamos falando de volume de ar) a mais.

Vale lembrar que as crianças continuaram a ser supridas com Vitamina A depois do nascimento. Não se deve ignorar a importância da vitamina na formação do feto, mas a ausência de vitamina A, ainda assim, é responsável, anualmente, por 650.000 mortes de crianças no mundo. Crianças que não ingerem vitamina A depois de nascer

Fonte: http://hypescience.com/mulheres-gravidas-consumam-vitamina-a/
.

Comentários