Presença do pai na gestação

Presença do pai na gestação é importante para um bebê saudável. As taxas de morte no primeiro ano de vida do bebê são quatro vezes maiores para aqueles que não têm o pai presente, segundo pesquisa da Universidade do Sul da Flórida, nos Estados Unidos.

“Nosso estudo sugere que a falta do envolvimento paterno na gestação é um fator importante e potencialmente modificável de mortalidade infantil”, destacou a pesquisadora Amina Alio.

Avaliando dados de todos os nascimentos registrados no Estado da Flórida no período entre os anos de 1998 e 2005 - totalizando quase 1,4 milhões de nascimentos -, os pesquisadores observaram que a presença do nome do pai no registro de nascimento da criança pode não indicar a extensão ou qualidade do envolvimento do pai na gravidez, mas está relacionado, de alguma forma, às taxas de mortalidade no primeiro ano de vida da criança.

Publicados na edição de junho do Journal of Community Health, os resultados indicaram, ainda, maiores taxas de nascimento prematuro, de recém-nascidos com baixo peso e de bebês pequenos para a idade gestacional nas gestações não acompanhadas pelo pai.

“Promover o envolvimento paterno durante o período perinatal pode oferecer um meio de reduzir a proporção de recém-nascidos com muito baixo peso ou muito prematuros”, concluíram os autores.

Fonte: http://blogboasaude.zip.net/arch2010-06-20_2010-06-26.html
.

Comentários