Ingurgitamento mamário


O ingurgitamento mamário ocorre quando há um aumento na vascularização e congestão das mamas devido ao acúmulo de leite humano.

O ingurgitamento caracteriza-se por edema e sensibilidade e pode ocorrer só na região da aréola ou na mama inteira. A aparência da mama fica volumosa e edemaciada, pele brilhante e possivelmente avermelhada.

Quando ocorre o processo de ingurgitamento a criança fica impossibilitada de ter uma boa pega e de sugar de forma adequada o leite e com isso mamar corretamente, o que resulta em uma amamentação dolorosa para a mãe e difícil para o bebê, causando frustração em ambos.



O tratamento do ingurgitamento consiste no aumento da freqüência das mamadas e extração manual do leite (a ordenha), manter as mamas elevadas com o uso de um sutiã de lactação adequado e utilizar compressas quentes ou duchas de água morna antes das mamadas para causar uma vasodilatação e facilitar a saída do leite (mas atentar quanto à sensibilidade local para não causar queimaduras) e compressas frias após as mamadas para reduzir a vascularização da área.

Dependendo da gravidade da situação e da intensidade dos sintomas, o médico poderá prescrever um analgésico.

Comentários

  1. Boa noite eu pareco que tenho isso mas tenho a certeza que nao estou gravida. o que podera ser? ajude me

    ResponderExcluir
  2. A sensibilidade aumentada das mamas causando inchaço e dor pode ser relacionada a TPM, desequilibrio hormonal... não só a gravidez não!
    No seu caso seria melhor ser avaliada por uma ginecologista, para saber se seu ciclo está regular...

    ResponderExcluir

Postar um comentário