Crianças e animais de estimação


Uma pesquisa feita em Paris, na França, revelou que 76% dos entrevistados acreditam que a presença de um animal doméstico favorece a comunicação entre os membros de uma família. Um grupo de 60 crianças foi observado e concluiu-se que 63% delas possuíam animais de companhia como: cão, gato, pássaro, peixe ou tartaruga.

Os resultados da pesquisa confirmam a importância desses animais no desenvolvimento da afetividade de crianças e adolescentes. O fato do animal estar permanentemente disponível para o convívio com os seus jovens donos aparece na pesquisa como um fator-chave para o relacionamento entre os familiares e também torna os animais domésticos, uma presença de grande importância nos lares.

As crianças que se criam junto com animais de estimação apresentam muitos benefícios. O despertar de sentimentos positivos para o animal pode contribuir para a auto-estima e autoconfiança da criança. Um bom relacionamento com os animais pode também ajudar no desenvolvimento na comunicação não verbal, a compaixão e empatia.
Ter um animal também requer cuidados e estes cuidados, orientados por um adulto, estimulam a autonomia e a responsabilidade.

Cuidar da limpeza do animal e do seu habitat, cuidar da sua alimentação, dividir o seu pão e oferecer-lhe um pedaço da sua bolacha, medicá-lo quando necessário, também favorece o desenvolvimento do vínculo afetivo e a lidar com os mais diversos sentimentos, da frustração à alegria e até à morte.

É neste aspecto da vida e da morte que o animal de estimação tem um papel muito importante, pois a criança aprende a lidar com a perda e com a dor.
Enfim, são inúmeros os benefícios de ter um animal de estimação em casa. Veja um resumo deles abaixo:

* A criança que convive com animais, é mais afetiva, repartindo as suas coisas, é generosa e solidária, demonstra maior compreensão dos acontecimentos, é crítica e observadora, sensibiliza-se mais com as pessoas e as situações.
* Apresenta autonomia, responsabilidade, preocupação com a natureza, com os problemas sociais e desenvolve uma boa auto-estima.
* Relaciona-se facilmente com os amigos, tornando-se mais sociável, cordial e justa. * Sabe o valor do respeito.
* Desenvolve a sua personalidade de maneira equilibrada e saudável, tendo mais facilidade para lidar com a frustração e liberta-se do egocentrismo.


Saiba mais em: http://www.animalguiaweb.com.br/artigos/art_criancas.asp
.

Comentários

  1. Oi,estou na minha terceira gestaçao e fiz circlagem com 19 semanas,pois o medico já conhecia o meu histórico.Um aborto na 1ª gestaçao com três meses e complicações na 2ª,onde fiz circlagem e permaneci de repouso.Minha princesa nasceu no dia 17-04- 2000 com 36 semanas,pesando 3100kg e com 49 cm.Hoje estou mais tranquila,pois já passei por esse procedimento antes.Agradeço a Deus por ter me enviado um anjo que descobrisse o meu problema.Aguardo ansiosa para ver o rostinho do meu 2º bebê.

    ResponderExcluir

Postar um comentário