Grávida tem menos enxaqueca


Pesquisa brasileira mostra que durante a gravidez, as mulheres sofrem menos com a dor de cabeça.
Muitas mulheres passam por maus bocados durante a gravidez: enjoos, vômitos, inchaços. Mas para aquelas que sofrem de enxaqueca, a época não poderia ser melhor.

De acordo com uma pesquisa realizada pela neurologista Eliana Meire Melhado, da Unicamp (Universidade de Campinas), quem já sofre de enxaqueca tende a ter menos crises durante a gravidez -- 63% das gestantes analisadas apresentaram melhora ou desaparecimento da dor de cabeça.

Ela acompanhou 993 grávidas por um período de cinco anos e concluiu que 51% das mulheres já apresentaram melhora no primeiro trimestre, 60% no segundo e 63% no terceiro. O responsável pela melhora é o estrogênio, que tem seu nível aumentado em até 100% até o final da gestação.

Eliana explica que ele “causa estabilidade no cérebro, equilibrando as substâncias que detonam a dor”.
Se levarmos em conta que, entre as mulheres que sofrem de enxaqueca, 70% piora no período que antecede a menstruação, quando há uma queda dos níveis de estrogênio, a pesquisa pode ajudar ginecologistas na hora de tratar essas pacientes.

Uma boa alternativa é receitar o uso contínuo de anticoncepcional, com baixa dosagem hormonal, para controlar as crises. - Passei a ver os hormônios com bons olhos. É o hormônio a favor da enxaqueca.


Fonte: http://noticias.r7.com/saude/noticias/gravida-tem-menos-enxaqueca-20091030.html

Comentários