Gravidez e Trabalho


Como a grávida deve agir no ambiente de trabalho? É o momento de achar o limite entre manter o profissionalismo e respeitar a sua gravidez. O segredo é prevenir-se contra situações estressantes e manter as emoções sob controle.

Sim, quando você descobre que está grávida é fato que algumas mudanças ocorrem no dia a dia. No trabalho, no entanto, é preciso um equilíbrio. Confira dicas de como fazer com que os nove meses no trabalho sejam tranquilos:



* Procure trabalhar normalmente... para uma mulher grávida! Enjoos podem ocorrer, os intervalos de idas ao banheiro irão diminuir e alguns movimentos ficarão bem complicados. Adapte-se. Isso significa, por exemplo, rever os prazos — mas jamais deixar de fazer seu trabalho.


* Faça pequenos descansos, até para controlar melhor as emoções. Dependendo da empresa, dá para combinar almoços mais longos, trabalhar meio período e até ficar online em casa, alguns dias.


* Não trate a gravidez como um problema. Por exemplo: em vez de dizer “amanhã vou sair mais cedo porque tenho o meu primeiro ultrassom e quero ver se o bebê está bem”, diga apenas “amanhã tenho um exame e sairei mais cedo”.


* Caso precise enfrentar alguma situação polêmica, escreva antes o que pretende dizer, avaliando a consistência dos argumentos. Assim, manterá a discussão em um nível aceitável e terá como se defender se alegarem que isso só está ocorrendo porque você está grávida e sensível.




* Cuidado para não falar apenas da gestação (ela vai ser seu assunto preferido, claro). Quando perguntarem como você está, seja objetiva e conte somente o necessário.


* Tente planejar seus horários no médico — seu gestor também precisa se organizar para arcar com a sua ausência. Estabeleça, por exemplo, que terá médico/exame toda segunda-feira de manhã e deixe combinado. Isso também fará ele se comprometer e não marcar uma reunião que exija sua presença.


* Caso a situação no trabalho seja muito complicada emocionalmente, lembre-se que esse não é o momento de mudanças. Mas você pode cuidar da sua carreira. Faça cursos online ou aulas domiciliares para aprender outra língua. No mínimo, leia livros sobre a sua área. E deixe para pensar no futuro depois que voltar a trabalhar.


* Converse sobre a licença-maternidade com seu chefe, mas seja realista. Será mais fácil negociar se você tiver feito antes uma boa avaliação sobre o seu cargo e o quanto sua ausência vai interferir no trabalho da empresa.
 
 
Fonte: http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI84870-10578,00.html
 
.

Comentários