Cuidado com os Slings

Uso de sling exige cuidados especiais! Os baby-slings, carregadores que permitem levar o bebê amarrado ao corpo do pai ou da mãe, estão cada dia mais na moda e presentes nas ruas do Brasil. O uso desses acessórios, no entanto, exige um cuidado especial, já que sua utilização errada pode provocar até a morte da criança.

Na semana passada, mais de 1 milhão de slings da marca Infantino foram convocados para um recall nos EUA, após ser constatada a morte de três bebês por asfixia.

O governo chegou a pedir que os pais evitem utilizar os slings, também conhecido como canguru, com crianças menores de quatro meses. No Brasil, nunca foi registrada morte provocada pelo sling.




Modo correto de usar

O maior perigo é o sufocamento da criança. Como a peça mantém o bebê em posição curva, ele pode dobrar o queixo em direção ao peito da mãe e bloquear as suas vias aéreas. Também há o risco de quedas quando o sling não está bem amarrado.

Para evitar a asfixia, o cuidado mais importante é deixar a cabeça e o rosto do bebê sempre a vista.
Além de impedir o sufocamento, o bebê fica livre para chorar e demonstrar qualquer desconforto.

Outra dica importante é na escolha do tecido do sling. O produto deve ser macio e confortável, mas resistente e com largura suficiente para acomodar o bebê.

As laterais também devem ser bem elevadas para impedir a queda das crianças enquanto a mãe se movimenta. Crianças doentes ou que estejam abaixo do peso também não devem ser carregadas no sling.

 

 
Fonte: http://www.aleitamento.com/a_artigos.asp?id=3&id_artigo=2240&id_subcategoria=4
.

Comentários