Mancha mongólica

A mancha mongólica é uma mácula de coloração azul-acinzentada, tonalidade variável e bordas irregulares, relativamente frequente em recém-nascidos. Localizada geralmente nas costas ou nádegas, pode aparecer também em coxas e ombros, embora com menor frequência. Na crença popular de muitas culturas orientais diz-se que a mancha aparecia porque a alma não queria encarnar nesse bebê e por isso espíritos superiores davam-lhe um pontapé ficando assim a marca.

Não é um problema de saúde!

Apenas 10% dos recém-nascidos caucasianos (raça branca) apresenta a mancha mongólica, mas aparece em cerca de 80% dos recém-nascidos de raça negra e mongólica. Daí o nome. Não há relação com a Síndrome de Down.

Muito se preocupam com esta mancha chegando a pensar que está relacionado com algum trauma sofrido durante o parto, mas não há nenhuma relação, nem qualquer tratamento a fazer. Ela tende a desaparecer nos primeiros anos de vida, podendo demorar mais algum tempo quando são mais que uma e não são nem nas nádegas, nem nas costas.


Fonte: http://pediatriabrasil.blogspot.com/2010/08/mancha-mongolica.html
.

Comentários