Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2010

I Simpósio de Saúde da Mulher

Imagem
Nos dias 03 e 04 de Dezembro acontecerá na UNIME Itabuna o I Simpósio de Saúde da Mulher - Uma visão Multidisciplinar.

Irei palestrar no dia 04 pela manhã sobre a Humanização do Parto.

Este evento está sendo organizado pelas fisioterapeutas docentes da instituição  Cristiane Carvalho e Ana Paula Assis

Confira abaixo um primeiro folder sobre as palestras previstas para o evento:

Matéria com Mary Zwart

Imagem
“Os hospitais precisam tornar o ambiente mais favorável”
A parteira holandesa Mary Zwart tem 30 anos de experiência. Ela já trouxe ao mundo mais de 4 mil bebês.
O conhecimento acumulado a faz viajar pelo mundo para difundir a humanização do parto. Vem ao Brasil desde 2000 e, a convite do Grupo Piracema, esteve em Blumenau na semana passada para palestrar e visitar hospitais.
O modelo defendido por Mary consiste em a mulher conduzir seu próprio trabalho de parto, com a mínima interferência de médicos, enfermeiras, e em ambiente agradável, preferencialmente em casa. A parteira holandesa entende que o parto só deve ser feito por meio de cesariana em caso de gravidez de risco.
A TRADIÇÃO EUROPEIA

“Na Europa temos uma longa tradição de parteiras. As parteiras têm uma técnica diferente. Para aliviar a dor os médicos usam anestesia, as parteiras, massagem, água quente, posições que aliviam. As parteiras fazem parte do sistema de saúde. É uma escolha das mulheres optarem pelo parto n…

Relaxamento no Parto

Imagem
Relaxamento é a chave para um parto tranquilo e com menos dorConhecida como a dor mais insuportável do mundo, a sensação dolorosa do parto pode ser minimizada se a gestante conseguir manter a mente tranquila. Na opinião de especialistas, a palavra-chave para diminuir a sensação de dor na hora de dar à luz é o relaxamento.
De acordo com o médico Alessio Calil Mathias, especialista em ginecologia, obstetrícia e reprodução humana do Hospital São Luiz, em São Paulo, a percepção da dor, de modo geral, é relativa, depende de cada pessoa. “Uma mesma queimadura pode não doer tanto para alguns como para outros. E isso está relacionado com a produção de endorfina, o hormônio do bem-estar e do prazer. Se o organismo produz mais endorfina a sensação de dor é menor. Pessoas mais tensas, estressadas, nervosas e ansiosas tendem a liberar menos endorfina e, consequentemente, terão mais dor na hora do parto”, relata o médico.
O medo contribui para o processo da dor. No livro “Correntes da Vid…

Bebês julgam intenções

Imagem
Bebês julgam intenções boas e más, diz estudo
Entender a intenção do outro é uma importante habilidade para advogados, e talvez também para políticos e executivos. Porém, segundo um novo estudo, essa é uma habilidade que até mesmo os bebês dominam.
Pesquisadores do Instituto Max Planck de Antropologia Evolucionária, na Alemanha, relatam que crianças com até três anos são menos propensas a ajudar alguém depois que o veem fazendo mal a outra pessoa – neste caso, atores adultos rasgando o desenho ou quebrando o pássaro de argila de outro adulto.
O mais intrigante é que as crianças julgaram as intenções das pessoas. Quando alguém tentava fazer mal ao outro, mas não conseguia, as crianças ficavam menos propensas a ajudar aquelas pessoas em outra ocasião. Porém, quando observavam uma pessoa fazer o mal acidentalmente a outro, eles demonstravam mais chances de ajudar aquela pessoa.
“Há tempos se pensava que era apenas numa idade mais avançada, por volta dos 5 ou 6 anos, que as criança…

O Poder do Leite Materno

Imagem
Uma grande parte do leite humano não pode ser digerida pelos bebês e parece ter um objetivo muito diferente da nutrição infantil - o de influenciar a composição das bactérias no trato digestivo do bebê.
Os detalhes desse relacionamento triplo entre mãe, filho e micróbios do estômago estão sendo esclarecidos por três pesquisadores da Universidade da Califórnia em Davis, Bruce German, Carlito Lebrilla e David Mills. Eles e outros colegas descobriram que uma determinada variedade de bactéria, uma subespécie da Bifidobacterium longum, possui diversos genes que permitem que ela prospere no componente indigesto do leite.
"Ficamos surpresos ao ver que o leite tinha tanto material que o bebê não consegue digerir", disse German. "Descobrir que ele estimula seletivamente o crescimento de bactérias específicas, que por sua vez protegem o bebê, nos permite ver a genialidade da estratégia -as mães recrutam outra forma de vida para cuidar de seu filho."

Os bebês supostamente adqui…

Café e Amamentação

Imagem
Segundo o documento AMAMENTAÇÃO E USO DE MEDICAMENTOS E OUTRAS SUBSTÂNCIAS publicado pelo Ministério da Saude em 2010 a cafeina recebeu sinal verde:  Uso compatível com a amamentação. Contudo, o consumo de altas doses pela nutriz tem sido associado à irritabilidade e insônia nolactente.
O importante é não criar mitos tipo: meu bebe vai ser um adulto muito “nervoso” porque usei muito café, e outras coisas do genero...

Fonte: Dr. Luis Tavares - L-materno mailing list