Estimulando seu bebê

Os bebês nascem com a estrutura pronta para o aprendizado, mas dependem da sua estimulação

Quando o bebê nasce, já está em condições de se adaptar ao mundo externo, pois seus diversos sistemas – circulatório, respiratório etc. - estarão organizados e prontos para funcionar. O sistema nervoso também já estará apto para trabalhar, permitindo que o bebê desenvolva a interação com o ambiente.

O cérebro, por meio dos sentidos - visão, audição, paladar, olfato e tato - receberá informações, planejará e realizará suas respostas. Embora pronto, ele ainda não é capaz de desenvolver aprendizados, espontaneamente, de modo automático. É necessário que receba estímulos. Estes aprendizados sucessivos, dos mais elementares aos mais complexos, é que farão a criança se desenvolver.

Um lactente de 2 a 3 meses que não for incentivado a manter a sua cabeça ereta quando estiver no colo, por exemplo, terá dificuldades em conseguir fazer isso. Deixado no berço, deitado a maior parte do tempo, seus progressos motores não serão favorecidos. Assim, a criança vai demorar mais para sustentar a cabeça, para sentar e daí por diante.

Da mesma forma funciona o desenvolvimento da linguagem, mas com maior complexidade. Em torno do 4º mês, os circuitos cerebrais do bebê estão já bastante desenvolvidos, de modo que ele sorri e começa a balbuciar ao ser solicitado. E assim progride nos meses seguintes, enriquecendo estas emissões sonoras. Nos meses que se seguem, até os 2 anos seguintes, as estruturas cerebrais da criança estarão no momento certo para o aprendizado da língua nativa. Esse é o período ideal para receber de seus cuidadores, pai e mãe, os estímulos necessários para este aprendizado.

SE A ESTIMULAÇÃO ADEQUADA NÃO OCORRER, CERTAMENTE HAVERÁ PREJUÍZO NO DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM, E ISSO PODERÁ PERDURAR POR TEMPO ILIMITADO, PODENDO FUTURAMENTE DIFICULTAR OUTRAS AQUISIÇÕES QUE DEPENDAM DE UMA BOA E PRÉVIA FUNÇÃO DA LINGUAGEM, COMO O APRENDIZADO DA ESCRITA E LEITURA.

Andar, correr, falar, ler e escrever são habilidades que fazem parte de um processo contínuo e sequencial do desenvolvimento e, como dissemos no início, não acontecem automaticamente. É certo que dependem de uma estrutura que dê conta destas aquisições, e isto é pertinente ao cérebro. Mas, para que sejam adquiridas, são necessários estímulos.

O ambiente afetivo favorecedor e necessário do aprendizado continua sendo a família. Pai e mãe são personagens muito importantes para o desenvolvimento da criança.
 
 
.

Comentários