Meditação para Gestantes



Buscando o equilíbrio e o vínculo com o bebê

Na prática de yoga utilizamos diversas técnicas para aquietar a mente: trabalhamos com o corpo por meio das posturas (chamadas asanas), exercícios respiratórios (pranayamas), práticas de limpeza (kryas) e meditação. Muitas pesquisas apontam a meditação como prática importante para diminuir o estresse, a ansiedade e quadros depressivos, sendo, dessa forma, muito indicada para complementar os tratamentos.

Durante a gestação, quando tantas mudanças estão acontecendo com a mulher, seja no corpo ou nos sentimentos, equilibrar corpo e mente é fundamental. Não é raro a ansiedade, preocupação e medo tomarem conta da nova mãe.
A prática do yoga aliará os cuidados com o corpo com a tranquilização da mente. Reconhecendo as mudanças que estão acontecendo e vivenciando as diferenças ao executar as posturas a cada semana, a gestante vai aprendendo a lidar com seu corpo, trabalhando seus limites e estreitando a relação mente-corpo.

Na meditação, a concentração da mãe é direcionada para a respiração, que funciona como âncora para desviar a atenção dos pensamentos: enquanto meditamos tentamos aquietar a mente. A visualização de que cada respiração acontece para si e para seu bebê levando oxigênio e alimentos traz consciência e vínculo para essa criança que está se formando.

Yoganidrá

Outra prática é o yoganidrá, o yoga do sono, um relaxamento profundo feito no final da aula, em que a gestante atinge um estado de tranquilidade e, ao mesmo tempo, de atenção às mensagens, imagens e sentimentos que estão sendo passados pelo instrutor. A grávida aprende a relaxar todo o corpo, ter consciência de cada parte e de como levar a sua mente até ela para que se solte. As visualizações positivas preparam para o parto e para o recebimento do bebê que chegará. A repetição do relaxamento com regularidade faz com que a gestante aprenda a atingir um autorrelaxamento profundo muito útil e benéfico durante o trabalho de parto.

Experimente fazer um pequeno exercício:

Deite-se sobre o lado esquerdo com a cabeça e as pernas bem acomodadas em travesseiros ou almofadas e comece a prestar atenção na sua respiração. Faça cada expiração mais lenta que a inspiração. Comece a observar o seu corpo dacabeça aos pés,atentando-se para cada parte e imaginando que ela está relaxada.

Depois de percorrer todo o corpo, coloque as mãos sobre a barriga e concentre-se na respiração, levando o ar na direção das suas mãos e observando o movimento que a barriga faz. Visualize o bebê, todo o seu corpinho, converse com ele, conte o que tem feito e como está se preparando para recebê-lo.

Você pode se aprofundar na prática com a orientação de um professor, mas caso não seja possível, você pode encontrar livros de meditação para gestantes que acompanham CD para praticar em casa,como o Meditação para gestantes, da Fadynha.
Katia Barga é instrutora de yoga para gestantes, baby yoga e doula. Para mais informações, acesse: http://www.babyyoga.com.br

Comentários