21 de junho de 2009

Mães aderem ao banho de balde para recém-nascidos

Banho de balde não é nenhuma novidade - muitas mães costumam apelar a ele para fazer a higiene de crianças pequenas durante viagens e nos dias de muito calor, na ausência de piscina.

Mas o uso diário do acessório, como substituto definitivo da banheira e com bebês que mal saíram da maternidade, está começando a conquistar adeptos em famílias ainda mais criativas.

A atriz Talitha Pereira, 25, mãe de Lis, de um mês e meio, achou graça quando se viu diante da foto de um bebê dentro do balde enquanto navegava na internet. "Mas depois assisti à palestra de um pediatra que ensinava a usá-lo e vi que o bebê se sente mais confortável ali. Me convenci de que é a melhor maneira de dar banho", afirma. Segundo ela, no quinto dia de vida a pequena Lis já dava pulinhos durante o banho, o que lhe garantiu o apelido de "bailarina de balde".

Estripulias à parte, o que está atraindo as mães para o acessório é a promessa de um bebê mais tranqüilo, propagada em sites de relacionamento e listas de discussão na internet. "À noite, dou o banho e ela dorme durante horas", confirma.

Embora não haja pesquisas que comprovem esse benefício, a neonatologista Miriam Rika, do hospital e maternidade São Luiz, diz que os médicos observam uma boa resposta ao banho de imersão na UTI pediátrica, onde foi instituído há cerca de seis anos. "Existem várias hipóteses: pode ser devido à posição em que o bebê fica ou pelo fato de estar submerso do pescoço para baixo."


Intra-uterino

Para o obstetra Antonio Júlio Barbosa, do hospital e maternidade Santa Catarina, a principal vantagem desse tipo de banho em relação ao de banheira é que o bebê "se molda" ao acessório. "Ele tem mais contato com a água, o que mimetiza o meio intra-uterino, que é o que se deseja quando o bebê acabou de nascer", afirma.

O neonatologista Carlos Eduardo Corrêa, que apresentou a "técnica" a Talitha Pereira, indica o balde para o banho da maternidade e para os primeiros dias de vida do bebê.

"Acho que fica mais fácil para os pais segurarem, e a criança chora menos. Faço o banho com o bebê enrolado em um pano, na água quente", diz.

O médico afirma que, por volta dos sete meses, quando a criança começa a querer ficar em pé, o balde é mais seguro do que a banheira.

A arquiteta Roselene Araújo, 44, mãe de Beatriz, 10, Heloísa, 9, e Isabela, 7, tem experiência de sobra com o utensílio --sua primogênita tomou banho de balde desde os primeiros dias até os seis anos de idade.

Durante a gestação de Heloísa, Roselene trocou o balde pela TummyTub, que descobriu na internet. O modelo, desenvolvido na Holanda especialmente para bebês de até seis meses de vida, precisou ser importado.

Muito semelhante a um balde, a TummyTub é transparente e possui alguns itens de segurança, como base antiderrapante e um centro de gravidade que ajuda a evitar acidentes. A desvantagem é o preço. Enquanto o balde comum custa menos de R$ 15, o de grife pode ser encontrado em lojas de artigos infantis por até R$ 140.

Mesmo com tanta diferença, as opiniões das mães se dividem. Para Talitha, trata-se basicamente do apelo da marca. Já Roselene considera a TummyTub muito superior ao balde comum. "Não acho que é a mesma coisa. Ele tem um desenho adaptado e uma borracha embaixo que evita o tombo", afirma. "Crianças maiores já não podem ir no balde."

Embora bebês pequenos como Lis consigam ficar sem apoio no balde por um tempo, o ideal é suspendê-los com as mãos pela região axilar. No YouTube, há vídeos que mostram os pais segurando seus filhos pelo pescoço. De tão relaxados, alguns pegam no sono ali mesmo.


Fonte: Folha de São Paulo
http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/noticias/ult263u470187.shtml


Matéria do programa Mais Você do dia 30.06.09






.

Amamentar: Não abra mão dessa experiência!

A amamentação não é inteiramente instintiva no ser humano. Ela precisa ser aprendida e estimulada, não dependendo somente da habilidade da mãe e da sucção do bebê.

É fato comprovado cientificamente que o leite materno é o melhor alimento e o mais completo do ponto de vista nutricional para o seu bebê.

Rico em gordura, minerais, vitaminas, enzimas e imunoglobolinas, que protegem contra doenças, o leite materno possui uma poderosa combinação de elementos que são fundamentais para o crescimento e desenvolvimento saudável da criança, além de aumentar o laço afetivo mãe-filho, fazendo com que seu filhote se sinta amado e protegido.

Então, aproveite as dicas de amamentação das enfermeiras Érika Vieira e Regina Barreto, das maternidades Santa Joana e Pro Matre Paulista e desfrute de inesquecíveis momentos.


• Lave bem suas mãos e busque um ambiente tranqüilo e aconchegante para o aleitamento. Saboreie esse momento;

• Aproveite o soninho do bebê para relaxar também e, sempre que possível, aceite ajuda para a realização das tarefas diárias;

• Poltrona com braço e encosto alto, cama e almofadas podem ajudar você e seu bebê a encontrar a melhor posição para a amamentação;

• Converse, cante e afague seu filhote. A interação entre vocês é importante e, por que não dizer, um dos segredos de sucesso.

• Antes de oferecer a mama ao seu bebê, lembre-se de verificar e garantir que a aréola esteja macia e flexível;

• Envolva seu bebê de forma que ele fique alinhado e confortável em seu colo; isso ajudará a garantir uma boa pega;

• Observe se o bebê conseguiu abocanhar a maior parte da aréola, dessa forma ele conseguirá retirar uma boa quantidade de leite, sem rachar o bico do seu peito;

• Deixe que o bebê esgote primeiro uma mama para depois oferecer a outra; caso ele ainda queira mamar;

• O número e o tempo de duração das mamadas dependem de cada bebê; ele sinalizará o que está sentindo por meio do sono, relaxamento, choro, sucção e/ou resmungo;

• Observe suas mamas, após as mamadas, certifique-se que essas estejam flácidas e o bico arredondado;





E lembre-se... Seu leite é forte, o choro do bebê nem sempre é sinal de fome, o tamanho da mama não é sinônimo de grande produção de leite;
Acredite e m você!


Fonte: Sempre Materna
www.semprematerna.com.br



.