Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2013

Maternidade Responsável: um enfoque psicanalítico

Imagem
Pertence à mulher uma das tarefas mais importantes de uma sociedade: gerar outro ser humano. Segundo a Psicanálise, essa é, porém, apenas uma parte do dever materno, que se inicia na gestação do bebê e se estende à segunda infância da criança - aproximadamente aos 5 anos de idade.
Winnicott (1896–1971) conceitua como maternagem os cuidados dispensados ao bebê pela mãe ou cuidadora deste. Segundo o autor, o bebê não existe sozinho – ele é parte de uma relação, que, além de abrangê-lo, engloba sua cuidadora. Esta deverá criar um ambiente facilitador para que o desenvolvimento psíquico da criança seja saudável.
Todos os fatos que ocorrem no período de vida intra-uterina e também o trauma do nascimento são registrados inconscientemente pelo sujeito que está sendo gerado. Por exemplo, o feto pode vir a sofrer frente à angústia ou ansiedade da mãe e tentar, como mecanismo de defesa, diminuir esse sofrimento através de movimentações hiperativas de seu corpo ou de diminuição de suas atividades …

A atriz Isla Fisher veio ao Brasil para promover o Aleitamento Materno e os Bancos de Leite

Imagem
A atriz Isla Fisher veio ao Brasil representando a Save The Children para ajudar a promover o Aleitamento Materno e o trabalho dos Bancos de Leite. 
O Brasil é o número 1 no mundo com maior número de Bancos de Leite (mais de 100!) e a tecnologia de pasteurização exportada para diversos países! 
(Fonte: Aleitamento Materno Solidário)

Para refletir! :)

Imagem

PRIMEIRAS PAPINHAS: Como entender e superar as DIFICULDADES?

Imagem
BEBÊS RECUSAM as PRIMEIRAS PAPINHAS: Reflexo de Extrusão + Neofobia – parte da explicação
Depois dos 6-7 meses, dependendo de cada mãe-bebê, há necessidade de além do leite materno o lactente comece com as papas de frutas e os purês de legumes para suprir suas necessidades calórico-protéicas e sensoriais para o seu crescimento e desenvolvimento.
Para superar o reflexo de extrusão ou protrusão lingual
Um aspecto fundamental para o início da introdução dos novos alimentos passa pela perda do reflexo de extrusão. Este é um reflexo de defesa fisiológico (normal) que consiste na projeção para fora da boca do que se introduz na face anterior da língua do bebê. Este reflexo é perdido em média por volta dos 4-6 meses, o que significa que a partir dessa idade o lactente está apto a deglutir o que lhe é dado de colher. Este reflexo pode desaparecer mais precocemente se antes dos 5 meses se começar a introduzir alimentos na boca da criança com uma colherzinha.

Não lhe parece óbvio que isto aconteça? …

Enzo - 6 meses - Fev 2013

Imagem

6 Meses de Enzo - Introduzindo novos alimentos!

Imagem
Enzo chegou todo lindo aos 6 meses! 
Agora ele não é mais um bebê em AME - Aleitamento Materno Exclusivo! Ele vai começar a receber outros alimentos! O processo de introdução alimentar deve ser feito com muita calma e paciência pelas mamães, é uma fase de adaptação a novos sabores e essencial para a construção de um paladar saudável!
Nos primeiros dias ele experimentou um suquinho de laranja-lima sem açúcar, bem naturalzinho, ele fez caretinhas mas gostou e ficava puxando o copinho de transição toda hora para a boca. Depois ele experimentou água de coco e também curtiu, agora já vamos para as frutas!
A partir dos 6 meses, o sistema digestivo já está mais maduro, e o organismo é mais forte para enfrentar eventuais infecções ou alergias causadas por novos alimentos.  Aos poucos, o bebê vai começar a comer frutas amassadas e raspadas e gradativamente passará para as papinhas salgadas, primeiro no almoço e depois no jantar. Tudo sem pressa, com muita paciência, mas também com persistência. 


O…

Amamentação - Dicas de como amamentar

Imagem

DEZ RAZÕES PARA ATENDER AO CHORO DE UMA CRIANÇA

Imagem
                   por Jan Hunt, Psicóloga diretora do "The Natural Child Project"
As primeiras tentativas de comunicação do bebê são não-verbais. O bebê não é capaz de expressar sua alegria em palavras, então sorri. Ele não pode expressar em palavras sua tristeza ou raiva, mas chora. Se for atendido quando sorri, mas não quando chora, corre o risco de entender que só é amado e cuidado quando está alegre. Crianças que são tratadas assim ao longo dos anos não se sentem verdadeiramente amadas e aceitas.  Se as tentativas de uma criança mostrar tristeza ou raiva forem rotineiramente ignoradas, ela não conseguirá aprender a expressar esses sentimentos em palavras. O choro precisa ser atendido de forma positiva e apropriada para que a criança perceba que todos os seus sentimentos são aceitos. Se os seus sentimentos não forem aceitos e o choro for ignorado ou punido, ela entende que sua tristeza e raiva são inaceitáveis, independentemente de como sejam expressos. Será impossível p…

Citação do pediatra Carlos Gonzalez

Imagem
"Freud acreditava que os bebês amam sua mãe porque dela obtém alimento. É a chamada teoria do impulso secundário (a mãe é secundária e o leite é o primário). Bowlby, com sua teoria do apego, sustenta todo o contrário, que a necessidade da mãe é independente da necessidade de alimento e provavelmente maior. Por quê você não desfruta, como mãe, dessa maravilhosa sensação de receber um amor absoluto? Você se sentiria melhor se seu bebê só a chamasse quando tivesse fome, sede ou frio e a ignorasse totalmente quando estivesse satisfeito? Ninguém negaria comida a um bebê que chorasse de fome, ninguém deixaria de agasalhar a um bebê que chora de frio. Você vai deixar de pegar um bebê que chora porque precisa de carinho? "
Carlos Gonzalez - Pediatra

Tirinha

Imagem

Pais que Dormem Perto de seu Bebê são mais Atenciosos

Imagem
Dividir a cama com bebês é motivo de controvérsia entre especialistas em psicologia infantil. Alguns argumentam que isso ajuda a estreitar os vínculos; outros, porém, acreditam que, além de comprometer a segurança dos pequenos, não é saudável para a criança compartilhar do espaço de intimidade dos adultos. Agora, um estudo publicado na PloS One reforça os argumentos do primeiro grupo: homens que dormem perto de seus bebês apresentam quedas nos níveis do hormônio testosterona, o que os tornaria mais propensos ao cuidado e a atender as necessidades dos filhos. O antropólogo Lee Gettler, da Universidade de Notre Dame, em Indiana, mediu as quantidades do hormônio em homens filipinos antes de serem pais e quatro anos depois do nascimento da criança. Os que relataram dormir na mesma cama que os filhos apresentaram quedas da produção de testosterona muito mais expressivas que os que dormiram em quartos separados. Estudos anteriores já mostraram que homens mais envolvidos no cuidado e na cri…

Banco de Leite de Itabuna precisa de mais doadoras!

Imagem
ATENÇÃO!!

Mamães que amamentam em Itabuna-BA!

O Banco de Leite do Hospital Manoel Novaes precisa de mais doadoras!!! 

O leite materno doado é usado para alimentar os bebês que estão internados na UTI Neonatal.
De acordo com a coordenação do Banco de Leite, para aderir ao programa, a mãe doadora precisa apresentar os exames pré-natal, documento de identificação e cartão do SUS. Além disso, não podem estar fazendo uso de algumas medicações específicas, não fumar, não beber e não fazer uso de drogas ilícitas.

A equipe do banco de leite pode fazer o cadastro na própria casa da doadora e todos os sábados pela manhã eles recolhem os potinhos de leite (que sempre são entregues na semana anterior).
Entrem em contato com o Banco de Leite: 
(73) 3214-4346 ou 3214-4348

Ajudem a divulgar!!!

Citação do pediatra Dr. Carlos Gonzales

Imagem