Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2013

5 Mitos sobre rotinas para bebês

Imagem
Quando se fala em rotinas para bebês, muito gente, logo de início, assume uma posição receosa. Isso se dá, em geral por uma concepção errado do que deve ser a rotina de um bebê. Hoje vamos então falar sobre alguns mitos sobre a rotina de bebês pequenos:
1. Bebê só pode mamar de 3 em 3 horas
O bebê precisa mamar sempre que tem fome. Esse intervalo varia muito de uma criança para a outra e de uma fase para a outra. Um bebê que só mama de 3 em 3 horas pode, durante um pico de crescimento mamar a cada hora e isso faz parte da fisiologia dele.
2. O bebê tem que ter horários fixos
O bebê não tem relógio e não se pauta por ele. Muito mais importante do que horários em uma rotina para bebês, é a ordem na qual as coisas acontecem. Ele entende que ao acordar, vai mamar. Que, depois de mamar, vai trocar a fralda. Que depois de trocar a fralda, vai dar uma voltinha de sling, etc. Mas ele não entende se hoje isso tudo começou a acontecer às 06:00 da manhã e ontem, às 09:00. Depois de estabelecida uma …

E uma nova jornada se inicia...

Imagem
Muita gente já sabe que eu sou enfermeira materno-infantil e faço um curso de formação em Psicanálise né? Pois agora eu irei cursar mais uma graduação: Psicologia!
:)

Participando do projeto "Gestar e Parir atrás das grades" realizado pela UNEB com mães e gestantes presidiárias em Salvador-BA - 19.07.13

Imagem

Os limites físicos e psicológicos da criança na rua

Imagem
A VISÃO
Uma criança não vê como um adulto.
Seu campo visual é estreito: vê unicamente na frente dela, como se usasse "antolhos". Devido à sua pequena estatura, não pode ver por cima dos automóveis estacionados. Ela também fica escondida do campo de visão do motorista.
Vê apenas por contrastes: leva cerca de 4 segundos para distinguir se um automóvel está em movimento ou parado.
Confunde "altura" e "distanciamento": o automóvel lhe parece mais afastado que um caminhão.
Confunde "ver" e "ser visto" e consequentemente negligencia mostrar-se.

A AUDIÇÃO
Uma criança não ouve como um adulto. Não detecta bem de onde provêm os sons. Os ruídos da vida cotidiana a distrai. Entende apenas os barulhos que a interessam (chamada de um colega, por exemplo).

A RELAÇÃO CAUSA-EFEITO
Uma criança não a compreende efetivamente. Assim, não pensa que é necessária uma distância de frenagem para um veículo parar. Ela acredita que o automóvel pode parar imediatamente, de…
Imagem

A construção do vínculo entre a mãe e o bebê

Imagem
Durante o período gestacional já se inicia a formação do vínculo entre a mãe e seu bebê. Este é um processo bastante delicado e de extrema importância para o desenvolvimento fetal saudável, pois o bebê precisa se sentir desejado e amado. Devido a íntima ligação entre eles, através da placenta e do cordão umbilical o feto sente o que a sua mãe sente. A formação do vínculo não ocorre de forma automática e nem imediata, ao contrário, é uma construção. Para isso é necessário tempo, paciência e amor por parte da mãe. Nem todas as mulheres conseguem desenvolver o vínculo de forma efetiva durante a gravidez ou no pós-parto, isso depende de diversos fatores externos que podem afetar na aceitação ou não da sua condição materna. Mas a qualidade do vínculo que será construído influenciará no ajustamento do bebê quando se tornar um adulto. QUANDO O BEBÊ NASCE, NASCE TAMBÉM UMA MÃE Após o nascimento surge então o desafio de aceitar a nova realidade ao perceber que há diferenças entre a maternidade…

Enzo - 02.07.13

A Vida Secreta Do Cérebro - Episódio 01 - O Cérebro do Bebê (2002)

A Vida Secreta Do Cérebro - Episódio 02 - Cérebro Da Criança (2002)

A Vida Secreta Do Cérebro - Episódio 03 - O Cérebro do Adolescente (2002)

A Vida Secreta Do Cérebro - Episódio 04 - O Cérebro Adulto