Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2013

Bebês exploram o próprio corpo no útero

Imagem
Ainda no útero, os fetos exploram o próprio corpo como parte de seu desenvolvimento, segundo uma pesquisa publicada na revista Developmental Psychobiology, baseada em uma tecnologia de escaneamento em 4D.
“Observamos eventos sequenciais que revelam a maturação no desenvolvimento fetal, que é a base da vida após o nascimento”, explica Nadja Reissland, do Departamento de Psicologia da Universidade de Durham, em um release. “As descobertas podem fornecer mais informações sobre o momento em que os bebês estão prontos para interagir com seu ambiente, especialmente os prematuros”. Reissland e sua equipe realizaram um total de 60 exames em 15 fetos saudáveis a intervalos mensais, entre 24 e 36 semanas de gestação. Durante a primeira fases do período de desenvolvimento, os fetos frequentemente tocaram o alto e as laterais da cabeça. Ao longo do tempo, passaram a tocar a parte inferior do rosto, que é mais sensível, inclusive a boca. Com 36 semanas de gestação, uma quantidade significativamente ma…

Jogos e atividades que colaboram para o desenvolvimento da criança

Imagem
Jogos de mímica (Imagem e Ação, por exemplo): Ao transmitir sem palavras sentimentos ou situações, a criança organiza seu pensamento lógico e busca compreender causas e conseqüências para melhor se expressar. Jogo Lince: Trabalha a percepção visual e a rapidez.Atividades de figura-fundo (encontradas em revistas de passatempo): Trabalha a atenção para as atividades.Atividades de criar: Desenvolve a sensibilidade para perceber problemas, capacidade de elaborar soluções estereotipadas, mas descobre e põe em prática novas formas de resolvê-lo.Atividades matemáticas: O desenvolvimento do pensamento lógico-matemático capacita a formação de indivíduos capazes de raciocinar em qualquer situação com espírito crítico e flexível, com objetividade e coerência de pensamento.Desenho de si próprio diante do espelho: Desenvolve o autoconhecimento, auto-estima, conhecimento maior do real.Manipulação de objetos com os olhos vendados, e verbalização de seus atributos: Trabalha representação mental, e dis…

Mudanças físicas durante a gestação

Imagem

Mônica, Cebolinha, Cascão e o hábito de leitura das crianças

Imagem
Numerosos estudos demonstram que as crianças que leem têm mais facilidade de aprendizagem e melhor rendimento escolar. Ante tal constatação e a certeza de que os livros são caminhos obrigatórios na busca do conhecimento e formação dos indivíduos, é fundamental toda iniciativa que estimule o hábito de leitura na população infanto-juvenil. Nesse sentido, as feiras de livros cumprem missão importante, ao desenvolverem atrações lúdicas para as crianças que as visitam, seja em companhia das famílias ou nos programas coletivos organizados pelas escolas. Há toda uma magia nesse contato tão próximo entre os leitores mirins, as obras e os autores, cuja presença, autógrafos e interação com o público são fatores estimulantes ao ingresso dos pequenos no universo fascinante da leitura. Corroborou minha crença sobre a importância para as crianças dessa integração de autores e leitores, a XVI Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro, de 29 de agosto a 8 de setembro de 2013. No evento, foi possí…

CLASSIFICAÇÃO PRÁTICA POR FAMÍLIAS DE BRINQUEDOS

Imagem
1. BRINQUEDOS PARA A PRIMEIRA IDADE. BRINQUEDOS PARA ATIVIDADES SENSÓRIO-MOTORAS


01. Chocalhos, mordedores 02. Móbiles sonoros ou não —brinquedos com figuras e formas diversas para colocar suspensos sobre o berço 03. Brinquedos para berço e cercado —esferas, figuras enfiadas em cordão para instalar no berço, no carrinho, no cercado 04. Quadros de atividades — quadros com peças coloridas, de formas diversas, espelhos inquebráveis, sinos, peças que correm em trilho, janelinhas que se abrem, para colocar no berço 05. Animais, objetos em borracha —material mano com ou sem guizo interno 06. Brinquedos para o banho —animais, barquinhos, peças flutuantes 07. Bonecas e bichos Primeira Idade —bonecas em tecido com roupas fixas, animais em tecido (não pelúcia), sem detalhes que possam ser arrancados 08. Pelúcias de 20 a 50 cm 09. João-bobos sonoros ou não —bonecos e animais com movimento de vai- e-vem, em plástico rígido ou inflável 10. Brinquedos para empurrar, puxar, rolar —com corda para pux…

Maternidade e modernidade

Imagem
É incontestável que estamos vivendo momentos onde as mulheres desfrutam de conquistas de muitos e muitos anos pela sua liberdade, independência e autonomia. Eu faço parte desta geração e sei muito bem os frutos bons e ruins que colhemos desta modernidade e da consequente emancipação da mulher. Dentre inúmeros fatores positivos, cotidianamente observados na rotina feminina (independência, poder aquisitivo, cargos, estudos, participação ativa na sociedade, entre muitos outros), vemos também que a maternidade não é algo que normalmente se equilibra com toda esta transformação. Cotidianamente em meu consultório, atendo crianças que são fruto de lares bastante desestruturados, onde o fator principal desta dificuldade é a ausência materna. Sim, as mães estão muito ausentes, não só fisicamente como emocionalmente também. Poucas são as mães que conseguem desfrutar de sua gravidez sem a correria e a cobrança de uma carreira. Muitas já iniciam a maternidade podendo muito pouco se dedicar a ela. É …

Atendimento e Aconselhamento Psicológico na Gestação, Parto e Pós-parto

A Psicoterapia é um processo de reorganização do nosso repertório de experiências e de nossas escolhas. Durante as sessões, o Psicoterapeuta irá ajudar o indivíduo a entrar em contato com suas formas de se perceber, de perceber as pessoas à sua volta e o mundo e observar como estas percepções influenciam suas escolhas e seus movimentos na vida. Para mudar escolhas, relações e comportamentos, precisamos ampliar nossa capacidade de observação, pois na maior parte do tempo não estamos totalmente conscientes do que estamos fazendo, do que estamos escolhendo, do que nos motiva a fazer tais escolhas. Nossa história de vida, nosso passado, muitas vezes ainda se faz presente em nosso universo emocional e interfere em nossas vivências  sem que tenhamos muita clareza disso ou de como modificar isso. A tomada de consciência sobre nossos padrões de funcionamento enquanto indivíduos é fundamental para que possamos ter mais clareza sobre nossa vida e nossas perspectivas de realização enquanto sere…

Educação Perinatal

Imagem
Educação Perinatal consiste no acompanhamento pré, peri e pós  parto da gestante, do casal e da família.
O ideal é iniciar o acompanhamento antes da concepção, quando o casal está planejando a gravidez, ou pelo menos logo após a concepção. Consiste em encontros individuais e em grupo com essa gestante/casal e às vezes a família, onde irá em um 1º momento, esclarecer e informar a cerca de todo o processo que envolve a concepção, a gestação, o parto, a amamentação e o puerpério, podendo se estender até os 3 anos após o parto, com orientações a cerca do desenvolvimento da criança. Esse acompanhamento pode ser feito por um obstetra, psicólogo, enfermeiro, assistente social, doula ou qualquer profissional da saúde – mas é importante que esse profissional seja especialista e adote alguma linha, como a psicanálise, a gestalt-terapia ou adote alguma corrente teórica, como a Lacaniana ou a Ciência do Início da Vida (Eleanor Luzes). Quando houver necessidade, esse profissional pode marcar encont…

Amor de pai é uma das principais influências na personalidade humana

Imagem
Branco, negro, gordo, magro, católico, protestante, rico, pobre. Não importa quantos fatores sociais, econômicos, culturais ou religiosos difiram entre as pessoas, nós todos temos algo em comum: viemos ao mundo graças a um pai e uma mãe, e o amor deles por nós faz toda a diferença na nossa vida. Segundo um novo estudo, ser amado ou rejeitado pelos pais afeta a personalidade e o desenvolvimento de personalidade nas crianças até a fase adulta. Na prática, isso significa que as nossas relações na infância, especialmente com os pais e outras figuras de responsáveis, moldam as características da nossa personalidade. “Em meio século de pesquisa internacional, nenhum outro tipo de experiência demonstrou um efeito tão forte e consistente sobre a personalidade e o desenvolvimento da personalidade como a experiência da rejeição, especialmente pelos pais na infância”, disse o coautor do estudo, Ronald Rohner, da Universidade de Connecticut (EUA).
 “Crianças e adultos em todos os lugares tendem a re…

Não me deixe chorar: preciso de você, mãe

Imagem
De todas as teorias do universo materno, as que me assustam são: não dar colo para o bebê, regular a amamentação em horários cronológicos e deixar o bebê chorando. Elas me pegam na alma. Bebes não sabem falar, nasceram em um ambiente aquático, escuro, cheio de movimento e calor e estão do lado de fora. Precisam ser alimentados, estranham. Descobrem no peito uma maneira de ter o aconchego pleno. Basta ver uma cadela: quando o filhote chora a mãe corre e aconchega. Bebês não choram a toa e se choram estão pedindo: - Por favor me ajude Ajude a dormir, a enfrentar a solidão, a lidar com a temperatura que oscila. Quando um bebê pede colo ele está reconhecendo que você é uma segurança. Quando você nega esse colo ele pode se acostumar com a negligência e resignar-se. Mas ele não está feliz. Eu adoro o conceito: permita que as crianças sejam dependentes no momento em que podem ser, para que sejam independentes para toda a vida. O que mais vejo neste mundo são pessoas dependentes e resignadas. Dependent…