Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2010

Comemorando 1 ano!

Imagem
Hoje minha página completa 1 ano no ar! Já chegamos a quase 29 mil visitas! Obrigada a todos que visitam e comentam aqui!









A Pele do Recém-Nascido

Imagem
A pele do bebê é bem diferente da pele dos adultos. Ela é mais fina - cerca de metade da espessura da pele de um adulto -, tem menos pêlos, as glândulas que produzem o suor ainda são imaturas e as células que produzem a coloração da pele estão em menor atividade.

Por tudo isso, a pele da criança é muito sensível ao calor e a luz do sol, precisando ser constantemente protegida. É muito comum o aparecimento de brotoejas (entupimento das glândulas sudoríparas) principalmente no calor. Com o suor obstruído em função da brotoeja, cria-se uma inflamação, causando irritação na pele.

O bebê também tem uma maior dificuldade em manter a temperatura do corpo, sua pele fina e sensível não lida bem com o frio e calor, já que sua camada de gordura localizada sob a pele é pouca e não faz um bom isolamento térmico. Em temperaturas mais amenas o ideal é agasalhar bem os bebês e no calor sempre estar de olho para que as brotoejas não apareçam.

E por ser muito fina, a pele da criança absorve muitas subs…

Hora de dormir

Imagem
Colocar a criança para dormir pode ser um momento extremamente prazeroso para todos. Geralmente os pais estão em casa já mais relaxados, com o fim de mais um dia de trabalho, brincaram ou conversaram com seu filho e agora é hora de colocá-lo na cama. Importante que ocorra sempre no mesmo horário, para que a criança adquira o hábito de modo saudável e tranquilo. Mas nem sempre é assim.

Entre dois e três anos, é difícil a criança apresentar distúrbios do sono, mas é comum lutar contra ele, afinal significa abrir mão de atividades lúdicas e de estar com a família, para ficar sozinha em sua cama.

Nessa faixa etária, ela não distingue o sonho da realidade. Se tiver pesadelo e acordar chorando, deve-se acalmá-la com carinho e compreensão e, se pedir ou estiver muito assustada, deixar uma luz fraca acesa. Incentivá-la a contar o sonho caso se lembre, dando-lhe o suporte necessário, o que aumenta a intimidade entre pais e filhos.

Não levá-la para a cama ou quarto dos pais, mesmo que esteja ch…

Exames de Pré-Natal

Imagem
Esses são os exames que toda mulher, ao saber que está grávida, precisa fazer e que todo médico solicita. “Recentemente, acrescentamos também sorologia para as hepatites B e C. Assim, conseguimos evitar que o bebê seja infectado pela mãe”, explica o ginecologista e obstetra Luiz Roberto Milano Silva, membro da Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia do Estado de São Paulo. A lista é grande, mas todos, com exceção do de urina e fezes, são analisados com base em exames de sangue e podem ser feitos no mesmo dia.

Hemograma completo

Detecta anemia e infecções. A mulher precisa estar em jejum de três horas. “Esse exame dever realizado mensalmente durante a gestação”, afirma o ginecologista e obstetra Marco Antônio Lenci, do Hospital Albert Einstein, em São Paulo.


Glicemia

Útil para detectar intolerância à glicose e diabete. Será repetido na 26ª semana de gravidez, quando o corpo apresenta mais dificuldade para assimilar o açúcar. Realizado em jejum de oito horas.


Sistema ABO e fator Rh

Verif…

Sexo e Gravidez

Imagem
Conflito Esposa-Amante X Esposa-Mãe - A gravidez é um fenômeno diferenciado na vida de um casal. Hoje, cada vez mais, o homem tende a participar neste processo ativamente. É comum encontrarmos homens sentados na sala de espera do consultório de obstetras, ou mesmo saindo do médico com suas esposas grávidas.

A gestação pode e deve ser uma etapa vivida a dois.
Tanto os homens quanto as mulheres passam por adaptações físicas e emocionais, inclusive na sua relação sexual durante a gestação. Não é raro nos depararmos com mudanças físicas nos parceiros de gestantes, como o aumento de peso e, em algumas situações, intolerância gástrica.

Em uma tribo da Nova Guiné, os maridos, após o parto de suas esposas, colocam-se prostrados no leito como mulheres no puerpério (período que segue imediatamente ao parto), apresentando os mesmos sintomas que elas, como dor, desconforto, insegurança, depressão e ansiedade.


O Sexo Muda na Gravidez?

No 1º trimestre não é raro haver uma perda de desejo sexual p…

Trabalho de Parto

Imagem
Muitas mães acham que assim que começam as contrações é preciso correr para o hospital, essa idéia também existe por causa das novelas e filmes, mulheres gritando, carros voando e o bebê quase nascendo.

Mas na vida real isso é bem diferente. Raramente uma mulher tem um trabalho de parto tão rápido, e a internação precoce aumenta as chances da mulher cair numa cesárea sem necessidade. As maternidades particulares ( porque as pública não admitem com menos de 4 cms de dilatação), não podem ficar com uma mulher por 12, 24 ou 36 horas em trabalho de parto.

Hora é dinheiro, imagina várias mulheres com partos longos, como terão quartos vagos para as cesáreas agendadas? Por isso muitos médicos dizem que a mulher não dilatou em 4, 6 ou 8 horas e mesmo o bebê estando perfeitamente saudável ele manda a mãe para a sala de cirurgia.

Por isso o ideal é que a mãe fique em CASA o máximo de tempo possível, a melhor hora pra ir para a maternidade é quando as contrações estão de 3 em 3 minutos por 1 hor…

Produção Independente

Imagem
Muitas mulheres e homens estão decidindo hoje em dia ter um bebê mesmo na ausência de um relacionamento permanente. Os adultos que criam seus filhos sozinhos são frequentemente bem-sucedidos, gostam de ser pais e as crianças fruto desta opção podem se desenvolver fisico-emocionalmente muito bem.

Mas isso representa um trabalho mais árduo para a mãe ou pai que vive sozinho, sendo mais difícil para a criança.

Quando existe o casal, há sempre a possibilidade de ser um corajoso, realista e sensato, deixando que o outro "fique arrancando os cabelos" de tanta preocupação, mas quando a pessoa está sozinha ela não tem escolha a não ser suportar as duas coisas, ou seja, o medo real pela sobrevivência da criança e o bom senso, que diz: é claro que tudo vai dar certo, é apenas uma intercorrência.

Alguns pais lidam com esta situação tornando-se onipotentes, comportando-se como se fossem capazes de tudo e nada pudesse perturbá-los.

O perigo existente é que a decisão de criar um filho s…

Depressão pós-adoção

Imagem
Você já ouviu falar em depressão pós-parto? Possivelmente sim e, eventualmente, conhece alguém, parente ou amiga, que já viveu o problema. Mas e depressão pós-adoção, ou seja, em mulheres que não pariram, mas sim adotaram o bebê?

Provavelmente não e deve estar pensando”como assim”?. Pois bem, um estudo piloto realizado nos Estados Unidos, com 86 mulheres que adotaram uma criança e que foram seguidas por até 1 ano, mostra que o problema é comum.

Uma em cada 4 mulheres apresentaram sintomas de depressão, nos primeiros 3 meses da adoção. Após este período, os números melhoraram, mas 12% delas ainda estavam sofrendo. Os autores procuram explicar esses resultados com outros dados da pesquisa.

Um deles é que os sintomas de depressão após adoção não eram mais comuns em mulheres com história prévia, pessoal ou familiar, de problemas psiquiátricos, sugerindo que a questão genética não está envolvida no problema. Diferente, por exemplo, do que hoje se admite para a depressão pós-parto, onde o…

Adoção e Amamentação

Imagem
Mãe adotiva também pode dar o peito! Conheça mulheres que amamentaram sem nunca ter engravidado:

Cristina Marinho Martins celebrou o primeiro encontro com o filho com uma olhada bem no fundo dos olhos daquele bebê. Ninou Thiago, desabotoou a blusa e ofereceu seu peito como alimento e prova de amor. Ali, diz ela, selava um pacto de cumplicidade mútua.

João Pedro foi outro protegido pela vacina natural que sai do seio materno – arma poderosa contra as doenças da infância – no instante em que conheceu a mãe Tatiane Fernandes. A mamada de boas-vindas foi rápida, mas intensa. Representou o vínculo da nova família que nascia.

Cristina e Tatiane são exemplos de mulheres que desfrutaram o gosto da maternidade por meio da amamentação com a particularidade – que para elas é só um detalhe – de nunca terem gerado uma criança. Thiago e João Pedro, hoje com 5 e 2 anos, viraram garotões saudáveis com leite materno sem nunca terem mamado em quem os deu à luz.

Os quatro não são exceções da medicina e…

Medos Infantis

Imagem
Zero – 6 meses: Medo do desamparo (físico e emocional), ruídos altos e fortes.

7 meses – 1 ano: Medo de pessoas estranhas, do desconhecido, do imprevisto, ser levado, ser abandonado/desemparado, medo de altura

1 ano – 2 anos: Medo de separar-se dos pais , pessoas estranhas, barulhos intensos, animais, escuro, água (mar)

3 anos – 5 anos: Medo de separar-se dos pais, escuro, animais, máscaras, palhaços, bruxas, ladrões, medo de se machucar

6 anos: Medo de separar-se dos pais, monstros, bruxas, trovão, raio, dormir ou ficar só, violência

7 anos – 8 anos: Medo de separar-se dos pais, ficar só, sobrenatural, escuro, filmes e noticiários violentos

9 anos – Final da adolescência: Medo de separar-se dos pais, medos relacionados a escola (provas, exames, aprovação), aparência física, morte e perda de entes queridos, escolha profissional, não ser aceito pelo grupo de amigos, medo do futuro e sua escolha profissional.


Fonte: http://www.terapeutadebebes.com.br/
.

Polidrâmnio

Imagem
Polidrâmnio, ou hidrâmnios, é o nome técnico para o excesso de líquido amniótico no útero. É algo que ocorre em cerca de 1 por cento das gestações, e pode ter vários motivos.

No primeiro trimestre da gravidez, o líquido se acumula a partir do sistema circulatório da mãe. No início do segundo trimestre, o bebê começa a engolir o líquido e processá-lo pelos rins, eliminando-o na forma de urina. O volume total de líquido é reciclado pelo bebê num intervalo de poucas horas (sim, é verdade, o líquido amniótico é basicamente xixi do bebê!).

Às vezes, no entanto, o sistema fica desequilibrado por algum motivo, e o líquido pode se acumular ou então diminuir demais (o oligoidrâmnio), o que pode provocar problemas.


Para que serve o líquido amniótico?

O líquido amniótico envolve o bebê durante todo o seu desenvolvimento, dentro do saco amniótico, também conhecido como bolsa das águas. Ele serve para:

• Amortecer choques e movimentos bruscos.

• Impedir que o cordão umbilical seja comprimido, …

Diástase abdominal em gestantes

Imagem
A gravidez envolve diversas mudanças físicas e fisiológicas na mulher. Dentre as mudanças físicas destacam-se as adaptações posturais para manter o equilíbrio antigravitacional, visto que o crescimento uterino e o desenvolvimento das mamas fazem com que a distribuição da massa corpórea concentre-se na região anterior do tronco.

Entre as adaptações posturais, a anteversão pélvica, tem importante relação com a coluna vertebral. Ela pode vir acompanhada ou não de hiperlordose lombar e pode influir na protusão da cintura escapular, promovendo ainda mais o deslocamento anterior do centro gravitacional da gestante.

Estímulos endócrinos têm uma importante relação com as mudanças fisiológicas na gestação. Em destaque, a relaxina, um polipeptídeo secretado pelo corpo lúteo, contribui de forma ainda não totalmente esclarecida, mas considera-se que suas principais ações sejam o de relaxamento dos ligamentos (tecido conjuntivo), aumentando a amplitude dos movimentos articulares e preparando o cér…

Doulas

Imagem
Anjos da guarda das mães na hora do parto, elas dão apoio, segurança e incentivo! Apesar de uma equipe multidisciplinar com vários membros, ninguém está ali especificamente para cuidar do bem estar da mãe que está dando à luz. Aí entra em cena um anjo que pode preencher essa lacuna: a doula.

O ginecologista e obstetra Ricardo Herbert Jones define as doulas de maneira lúdica. "Doulas são amortecedores afetivos. Funcionam para proteger as pacientes das inúmeras provas, dúvidas, angústias às quais ela é submetida durante o nascimento de uma criança. As doulas, como as parturientes, são abençoadas com a dádiva da cumplicidade".

As doulas são acompanhantes de parto. Elas fazem o trabalho de apoio, acolhimento, incentivo e carinho com a parturiente. "Realizam técnicas para ajudar a mulher a lidar com a dor, incentivá-la a assumir as posições que facilitem o parto e fazê-lo o mais próximo possível daquele que ela deseja", explica a doula Priscila Cavalcanti, do Barriga Bo…

Presença do pai na gestação

Imagem
Presença do pai na gestação é importante para um bebê saudável. As taxas de morte no primeiro ano de vida do bebê são quatro vezes maiores para aqueles que não têm o pai presente, segundo pesquisa da Universidade do Sul da Flórida, nos Estados Unidos.

“Nosso estudo sugere que a falta do envolvimento paterno na gestação é um fator importante e potencialmente modificável de mortalidade infantil”, destacou a pesquisadora Amina Alio.

Avaliando dados de todos os nascimentos registrados no Estado da Flórida no período entre os anos de 1998 e 2005 - totalizando quase 1,4 milhões de nascimentos -, os pesquisadores observaram que a presença do nome do pai no registro de nascimento da criança pode não indicar a extensão ou qualidade do envolvimento do pai na gravidez, mas está relacionado, de alguma forma, às taxas de mortalidade no primeiro ano de vida da criança.

Publicados na edição de junho do Journal of Community Health, os resultados indicaram, ainda, maiores taxas de nascimento prematur…
Imagem
" Precisamos de paz sobre a Terra -  paz que começa no ventre da mãe"  (Eva Reich)
Tenham uma ótima semana! ♥

Enfª Maylu Souza

www.maylu.com.br

Anemia Falciforme em Itabuna

Imagem
Saúde capacita para diagnóstico da falciforme - Enfermeiros, psicólogos, farmacêuticos e médicos participaram da I Capacitação em Anemia Falciforme, promovida pelo Centro de Referência da doença em Itabuna. A iniciativa faz parte do programa de atenção integral às pessoas portadoras da doença.

A capacitação envolveu todos os profissionais das unidades básicas de saúde do município, contando ainda com a participação de técnicos das áreas de enfermagem e farmácia, além de agentes comunitários de saúde.


Foram abordados os seguintes temas:

Programa de Atenção ao Doente Falciforme na cidade de Itabuna


O que é Doença Falciforme?


Atenção Primária: essencial na linha de cuidados da doença falciforme


Conhecer a Realidade Psicofísica Social para atuar na linha do cuidado em doença falciforme.

Antes e após as palestras, os participantes tiveram a oportunidade de aplicar o pré e o pós-teste para portadores da doença. A coordenadora do projeto, a médica Tereza Cristina Cardoso, observou que a doença…

Dormir bem na gravidez

Imagem
Durante o tempo de gestação, as grávidas costumam ter dificuldades em adormecer. Por isso aqui ficam alguns conselhos que a poderão ajudar a contrariar essa tendência, permitindo-lhe, ao mesmo tempo, descançar e desenvolver uma gravidez saudável.

Bebidas

Corte na cafeína. Reduza o consumo de cafeína, ingerindo menos café, menos chá preto ou verde, alguns refrigerantes e comendo menos chocolates. Deve mesmo evitar bebidas com cafeína durante a tarde e a noite.

Beba chá de camomila. Este chá pode acalmar os nervos, ainda que não existam provas científicas que a camomila seja um leve sedativo. Este chá também poderá ajudá-la a sentir-se melhor no caso de sofrer de indigestão, flatulência, espasmos gastrointestinais ou inflamações do trato gastrointestinal.

Beba leite morno ao deitar. Alguns estudos revelam que o leite contém um aminoácido que torna as pálpebras pesadas aumentando o nível de serotina no cérebro, mas também há especialistas que entendem que o efeito de sonolência provocado…

A mulher e a Infertilidade

Imagem
Até pouco tempo atrás, ter filhos e exercer o papel de mãe era a principal atividade e fonte de valorização de muitas mulheres, quase que “uma profissão”. Porém, com o advento da Revolução Industrial elas passaram também a serem exigidas no mercado de trabalho e se deram conta de que outros papéis e lugares poderiam ocupar.

Assim, ampliaram, significativamente, o universo feminino com novas possibilidades de existirem e se sentirem produtivas. Atualmente, a mulher moderna busca independência financeira, estuda e trabalha no que gosta, cuida do corpo para se sentir atraente, vive sua sexualidade de modo a buscar prazer, discute temas complexos com inteligência, dentre muitas outras coisas.

Com tantos avanços na esfera feminina, a ilusão criada é a de que se pode tudo, “desde que se batalhe para isso”. No entanto, quando escolhem o momento certo de engravidar e não conseguem, toda a certeza de “poder tudo” cai por água abaixo.

É muito difícil lidar com a falta de controle e com o sen…

Leite Materno x Asma

Imagem
Que a amamentação exclusiva durante os primeiros meses de vida do bebê é importantíssimo para o seu desenvolvimento e crescimento ninguém mais duvida. Não dá nem para contar nos dedos a quantidade de benefícios que o leite da mamãe proporciona ao bonitinho que surgiu no mundo. Pesquisadores informam que a amamentação também pode ser uma arma contra a asma.

A asma é uma doença inflamatória dos brônquios e tem como sintomas tosse, chiado no peito e falta de ar. A frequência com que a asma aparece é variável, mas constantemente prejudica as brincadeiras, sono e estudos da criança que apresenta essa doença respiratória.

O estudo feito pelo Instituto Karolinska, na Suécia, destaca que a mãe ao amamentar exclusivamente seu bebê durante pelo menos os primeiros quatro meses transfere para o filho anticorpos e proteínas que podem impedir o aparecimento de infecções.

Os estudiosos suecos avaliaram cerca de quatro mil crianças, sendo estas acompanhadas até os oito anos de idade. Os resultados da…

Humanização no Pré-Natal e Puerpério

Imagem
Uma atenção humanizada durante o pré-natal e puerpério é fundamental para a saúde materna e neonatal e, para sua humanização e qualificação, é muito importante que os profissionais da área da saúde compreendam a pessoa como um todo, não só corpo e mente, mas sim como o ambiente social, econômico, cultural e físico no qual vive; que esses profissionais estabeleçam novas formas para o relacionamento dos diversos sujeitos envolvidas na produção de saúde.

Sabemos, no entanto, que a Organização Mundial de Saúde (OMS) preconiza medidas onde a mulher em trabalho de parto deverá ter suporte emocional e atenção à saúde com o mínimo de intervenções. Estamos longe, porém, de seguir essas recomendações, pois nosso modelo assistencial à saúde tem negligenciado os benefícios no processo de nascimento, visto que a assistência ao parto normal, hoje, no Brasil, é trágica.

A humanização do parto começou como uma iniciativa do Ministério da Saúde para redução do número de cesáreas; e da mortalidade mate…

Amamentação e Saúde da Mulher

Imagem
Antes de tudo, é preciso que as mães realmente sintam-se motivadas e acreditem que amamentar é a melhor opção. O ideal é que esta certeza exista ainda durante a gestação, onde devem ser tomadas várias medidas que visam preparar o seio para a amamentação como, por exemplo, exercícios de preparação dos mamilos que os adaptam para a sucção que o bebê irá fazer no ato da mamada, uma vez que mamilos despreparados podem dificultar a amamentação ou mesmo fazer com que a mãe desista de amamentar seu filho.

A promoção do aleitamento materno deve ser vista como uma ação prioritária para a melhoria da saúde e da qualidade de vida das crianças e de suas famílias. As estratégias de promoção da amamentação devem variar de acordo com a população, sua cultura, seus hábitos, suas crenças, sua posição socioeconômica, entre outras características. No entanto, de fundamental importância em qualquer estratégia e a conscientização da importância do aleitamento materno.

Essa revisão procura contribuir para…